Futuras mamães e papais participam de curso de gestantes do Hospital Ouro Branco

No mês de outubro o Hospital Ouro Branco (HOB), de Teutônia, promoveu mais uma edição do curso gratuito de gestantes. A programação da segunda turma de 2018, com encontros nas manhãs de sábado, contou com palestras de profissionais das áreas de psicologia, nutrição, fonoaudiologia, educação física, saúde bucal, pediatria, ginecologia e obstetrícia, anestesia e enfermaria, com a participação especial de colaboradores da internação hospitalar e do cartório, além de visitação às dependências do hospital.

Formação gratuita oferecida pelo HOB ocorreu no mês de outubro

Mamãe e papai de “primeira viagem”, a auxiliar de escritório Luana Carine Scherer dos Santos (25) e o técnico em refrigeração Jonas Augusto Portz (27) participaram juntos e elogiam o curso. “Não sabíamos ao certo o que esperar, mas com certeza o curso superou nossas expectativas e vamos recomendar para futuras mamães e papais participarem”, comentam.
Residente em Poço das Antas, o casal soube da formação por meio de cartaz exposto no consultório médico do ginecologista. “Todos os assuntos abordados foram de grande importância, com a participação de profissionais de diversas áreas. Todos muito atenciosos, prestativos e abertos a questionamentos para esclarecer todas as nossas dúvidas”, acrescenta Luana.
Mesmo sendo uma gestação planejada quando da confirmação da gravidez, um turbilhão de dúvidas e preocupações surgiram. “Sei que isso vai nos acompanhar de agora em diante em diversas situações. Mas o fato de ter feito esse curso nos proporcionou aprender muitas coisas que nem pensávamos ainda, uma vez que abordou assuntos desde a gestação até os anos inicias da vida do bebê. Posso dizer, com toda certeza, que tudo que aprendemos no curso foi de total valia, absorvemos o máximo que pudemos e isso nos deixou mais confiantes e preparados”, revelam.

Luana e Jonas aguardam ansiosos a chegada do filho Joaquim Ricardo Portz

Grávida de 33 semanas, a previsão de chegada do Joaquim Ricardo Portz é o dia 1º de janeiro de 2019, mas a partir do dia 17 de dezembro ele pode vir a qualquer momento. “Como o Joaquim já está encaixado, se permanecer assim e ocorrer tudo bem até o final, queremos tentar o parto normal. Mas se não der, também não tem problema, a intervenção por cesariana não é algo que me assusta, o que importa é saber que está tudo bem com o bebê e que ele venha da melhor maneira para os dois. Deixo nas mãos de Deus, estou me preparando física e psicologicamente para as duas situações”, revela Luana.
A futura mamãe enaltece a importância do futuro papai no curso. “Por ser nosso primeiro filho, tudo é muito novo e, conforme passam as semanas e se aproxima o momento da chegada do Joaquim, o que mais temos são dúvidas. O Jonas por si só é muito interessado e participativo, e eu faço questão de manter ele por dentro de tudo que acontece durante a gestação, pois sabendo que ele está comigo em todos os momentos, isso me passa tranquilidade e confiança, além da certeza de que estamos preparados para enfrentar juntos esse grande desafio que é ter um filho”, conclui Luana.

Texto: Leandro Augusto Hamester
Crédito das fotos: Leandro Augusto Hamester