Hospital Ouro Branco promove atividades da Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho

 

Palestra realizada na Comunidade Católica Cristo Rei foi aberta à comunidade

Nos dias 13, 14 e 15 de agosto o Hospital Ouro Branco (HOB), de Teutônia, realizou atividades especiais da 5ª Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho (SIPAT), organizada pela Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA). O cronograma contou com ciclo de palestras, destacando Doenças Sexualmente Transmissíveis, com o médico Yuri H. Ungethuem; prevenção e cuidados no trânsito, com representante do Centro de Formação de Condutores (CFC) Reichert; ginástica laboral, orientada pela educadora física Maira Schoenel; abordagem sobre acidentes com perfurocortantes, com a

Integrantes da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) do Hospital Ouro Branco

enfermeira Neusa B. L. Wallauer; oficina do Espaço Vida, com verificação de IMC, HGT e PA; e a palestra “Habilidades sociais e emoções”, com a psicóloga da Unimed, Mirela Perufo Mello de Carvalho, que encerrou a programação da 5ª SIPAT.

O evento final ocorreu na Comunidade Católica Cristo Rei, no Bairro Languiru, e foi aberto à comunidade, arrecadando alimentos não-perecíveis que beneficiaram a casa de saúde. Na noite a Ervateira Ximango também esteve presente, fornecendo água quente e erva-mate para o chimarrão.

Psicóloga da Unimed, Mirela Perufo Mello de Carvalho, abordou o tema “Habilidades sociais e emoções”

Em sua explanação, Mirela enfatizou a importância da reavaliação de diferentes situações na vida. “Os seres humanos precisam conviver, com a maior harmonia possível. Podem haver diferentes pontos de vista e nem sempre o que vejo é o que o outro vê. Ter essa percepção é muito importante. Será que o outro entende o que eu estou dizendo? Todos temos pontos de vista, por isso é essencial o respeito mútuo para a harmonia nas relações pessoais e profissionais, assim como a empatia tem papel importante no convívio em sociedade”, exemplificou.

Apresentando diferentes conceitos, a psicóloga ressaltou que as ações falam mais que as palavras. “Elas determinam 55% das primeiras impressões, 38% decorrem da forma como se fala e 7% decorrem da comunicação verbal”, enumerou. Ela também exemplificou diferentes perfis pessoais, com foco em pessoas assertivas, não-assertivas e agressivas, destacando seus comportamentos e efeitos. “O perfil pessoal pode mudar ao longo da vida, com treinamentos de habilidades sociais. Como tudo que se estuda, quanto mais prática, melhor. Cada momento exige um determinado comportamento, sendo fundamental entender o que eu penso e como o outro pensa”, concluiu Mirela.

 

Texto: Leandro Augusto Hamester
Crédito das fotos: Leandro Augusto Hamester